miércoles, 6 de febrero de 2008

flor y yuyo

by grace


habiendo admirado
la pureza del azul
la vida entera
vengo a encontrar
la esencia
entre la hierba

seguramente
rocé los pastos
la humedad
la ternura
y ese color
una vez y otra y otra
.
.
.
y aun así
no pude evitar
la poda
la grezca
la ignonimia
.
.
.

habiendo admirado
el estado azul
del cielo, el mar o los ojos de la noche
vengo a encontrarte
en la paz
de las mañanas
.
.
.
[esto me recuerda que
"eras azul
tan azul
como un zafiro insólito
y un alma"]

2 comentarios:

  1. Graciela,tua poesia e teu blog encontram-se lá no versoseperversos.blogspot.com,com toda tua ternura e beleza dos teus versos.

    ResponderEliminar
  2. grace abrir o blog e te ver linda com uma maquina de escrever é fantastico.
    estou viajando muito a trabalho e quase não tenho tempo mais pra nada.
    mas sempre te acompanho. vc conquistou o meu coração e a minha razão.
    sua poesia tem a cor da vida e sempre é em busca de uma vida melhor.
    você é realmente uma mulher retada.

    ResponderEliminar

gracias x el comentario! no dejes de orbitarme!